Lixo na Orla da Praia de Santos

A praia de Santos sofre com o descarte de lixo indevido faz muitos anos. Apesar da situação negativa do coronavírus, algumas medidas de prevenção levantaram uma oportunidade que pode vir a ser muito benéfica para o povo de Santos. Com a praia interditada, a Secretaria do meio ambiente pode levantar dados sobre a origem do lixo que aparece na areia.

Um estudo, feito em parceria com a Abrelpe e o então secretário do meio ambiente Marcos Libório, pode ser realizado no final do mês de março para identificar o que é lixo local (banhistas) e o que não é. Sendo assim, após essa análise concluída, foi possível detectar que a areia seca se manteve limpa, devido à ausência dos banhistas.

Em contrapartida, a areia úmida, com contato direto com a maré, trouxe resíduos do mar. Esses resíduos contam com objetos de uso domésticos, como sapatos e brinquedos, o que direciona o estudo às correntes marítimas, para entender de onde vem esses objetos e por quanto tempo eles se mantém na água.

Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Santos