Exposição de brinquedos achados no mar de Santos

No dia 11 de janeiro de 2020, um trabalho acadêmico se tornou um importante veículo para a educação ambiental. Um projeto da disciplina Processos Experimentais da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (Universidade de São Paulo), elaborado pelo arquiteto Marcos Piffer, resultou em um belíssimo ensaio fotográfico.

A exposição “Perdidos na Infância – uma arqueologia praiana do plástico” foi exibida no Aquário de Santos, durante toda a temporada, trazendo cenas e fotografias de centenas de brinquedos encontrados na beira d’água.

De acordo com o então secretário do Meio Ambiente, Marcos Libório, a exposição é um esforço para conscientizar o público sobre a necessidade do consumo consciente, do descarte correto e reciclagem, em ajuda com a Prefeitura. “Deve ser reforçado essa mensagem tanto para moradores quanto para turistas”, concluiu Libório.

De acordo com Piffer, todos os objetos fotografados estão catalogados e serão recuperados para doação. De acordo com o artista, questões que remetem à infância têm um apelo muito forte. Serão ao todo 40 peças doadas ao Aquário.

Foto: Marcos Piffer