Obras da primeira usina de compostagem de Santos

No ano de 2019, a cidade de Santos ganhou sua primeira usina piloto de compostagem. A unidade, capaz de decompor 1,5 mil toneladas de lixo orgânico por ano, contribuirá para a maior vida útil do aterro sanitário de Sítio das Neves (Área Continental).

De acordo com Marcos Libório, toda a sociedade será impactada com a usina piloto de compostagem, pois além do aspecto de educação ambiental que acompanha o programa, a compostagem reduz a quantidade de resíduos que é enviada ao aterro sanitário.

O local, portanto, receberá restos de poda urbana, legumes, frutas e verduras de feiras livres, que serão então transformados em composto orgânico (adubo). Seu objetivo final é que sejam utilizados nos cuidados dos jardins, praças e parques de Santos e no Jardim Botânico e Orquidário, para que a cidade seja o mais sustentável possível.

Foto: Divulgação/PMS